Espaço reservado para a Animação em Flash
Museu Nossas Raízes, da Fundação Sinhá Junqueira, resgata histór Museu Nossas Raízes, da Fundaç... Localizado no núcleo residencial da Fundação, em Igarapava, espaço será aberto ao público em janeiro de 2016. Visitações pedagógicas agendadas para escolas municipais já começaram.     A Fundação S... saiba mais A Fundação Sinhá Junqueira A Fundação Sinhá Junqueira vem a público comunicar que se encontra em andamento o processo de adequação do espaço físico da Vila da Usina Junqueira, em Igarapava.Com o objetivo de conservar a Vila, toda a rede de energia e... saiba mais
Últimas Notícias
Últimas Notícias
10/08/2016 Assistidos da Fundação Sinhá Junqueira aprendem na prática sobre revitalização do solo A Fundação Sinhá Junqueira – Centro de Promoção Social em Guará, por meio do Projeto Pedagógico da unidade, está promovendo uma atividade de revitalização do solo. A ação, que conta com a participação 153 assistidos do Projeto pedagógico, com idade entre sete e 15 anos, teve início em julho e vai até o final de agosto. Segundo a assistente social Paula Aparecida Alves, as atividades ligadas ao uso do solo tais como revolver a terra, plantar, arrancar mato, podar, regar não só constituem um ótimo exercício físico como também representam uma forma de aprendizado saudável e criativo. O espaço em frente à sede da unidade, que era coberto apenas por grama, futuramente, se tornará mais bonito, arejado e agradável.  A iniciativa procura apresentar atividades que despertassem o interesse do assistido no cuidado com o ambiente. O” Projeto está sendo um verdadeiro laboratório ao ar livre para as aulas. Os assistidos estão aprendendo, na prática, temas como nutrientes do solo, a luminosidade, temperatura, fotossíntese, desenvolvimento de plantas, a vida dos insetos, medidas de áreas e o tempo de espera necessário para vermos as arvores e flores nascerem e crescerem”, detalha Paula.   De acordo com ela, essas experiências ao vivo vêm despertando o interesse pelas aulas. Os assistidos são incentivados a pesquisar e debater mais os assuntos, melhorando assim o aprendizado.  Processo de revitalização   Paula explica que os assistidos estão presentes na maioria das etapas e atividades desenvolvidas na revitalização, tais como: seleção das espécies a serem cultivados, plantio e cuidados. Os professores estão auxiliando os alunos no desenvolvimento, manutenção e na supervisão dos trabalhos.   Para que o projeto tivesse base na forma correta do plantio e manutenção das mudas, foi solicitada a presença de dois profissionais da área. Ao iniciar o plantio, foi necessário perfurar o solo, o que exige a utilização de materiais como a enxada e a cavadeira. Esta etapa realizada pelos jardineiros.   Em seguida, prossegue a assistente social, eles ensinaram as crianças sobre como o plantio é feito, o tipo do solo, a necessidade de aguar para que a planta se desenvolva e o cuidado no processo para que não cause danos às mudas. “Foi nesse momento que as crianças colocaram a mão na massa e realizaram o plantio”, relata Paula. Durante dois dias, elas plantaram Orquídeas selvagens, Oiti e Graviola – um total de 50 unidades.   Ao término dos dois dias de atividades externas, as crianças foram divididas em turmas para realizar o processo de irrigação, muito importante para que as plantas se firmem ao solo e cresçam saudáveis. “Foi possível observar total interesse e comprometimento em todos os assistidos”, destaca Paula. “Através da revitalização estamos propiciando um melhor ambiente de convivência em nosso Centro de Promoção Social, um meio saudável para atividades externas e a consciência de preservação do meio ambiente.” saiba+ 09/08/2016 Fundação Sinhá Junqueira promove cerimônia de entrega de faixas para assistidos do Projeto Kung Fu No dia 27 de julho, a Fundação Sinhá Junqueira - Centro de Promoção Social em Aramina promoveu a segunda cerimônia de entrega de faixas deste ano para assistidos do Projeto Kung Fu. Ao todo, os graduandos somaram 59 crianças e adolescentes, com idade entre cinco e 17 anos. O evento, segundo o mestre Adriano César Campos, além de ser um ritual dos princípios filosóficos da arte marcial, é também um instrumento utilizado para concretizar a graduação dos assistidos aprovados no exame de faixas, realizado no dia 10 de julho. Ele explica que a cerimônia de entrega de faixas é realizada para promover o assistido a uma nova etapa, na qual aprenderá novas técnicas e conhecimentos. Nesta nova fase, complementa o professor, será exigido do aluno “mais esforço e dedicação para superar os obstáculos, proporcionando um espaço de preparação para o graduado tanto na técnica quanto no seu dia a dia.” Durante a cerimônia, que possibilita uma maior interação entre os assistidos, por meio da filosofia e da tradição chinesa, os graduandos, seus familiares e outros presentes assistiram a uma breve palestra do mestre Adriano sobre a arte marcial e suas vantagens, enquanto desenvolvimento físico, mental e afetivo. Ele ressaltou também a importância dos responsáveis no acompanhamento ativo dos filhos. Antes do juramento com a queima de incenso para reafirmar o compromisso dos assistidos com a disciplina exigida pela arte, os participantes realizaram uma demonstração da técnica e habilidade.  “A entrega dos certificados e das faixas é um momento especial dentro da arte marcial para cada um dos alunos e para seus familiares, que vêm o resultado do trabalho que fazemos”, ressalta mestre Adriano. O destaque desta cerimônia foi o assistido Gustavo Florentino de Paula Barbosa, de 14 anos. Ele se graduou na faixa marrom, e, desta forma, foi nomeado Shi Hing - que significa irmão mais velho, com mais tempo de treino e também instrutor.   Houve, ainda, a entrega de troféus e medalhas para os alunos selecionados por destaque no desempenho escolar, comportamento colaborativo na escola e na Fundação. Para efeito da premiação foram consideradas: disciplina - valorizando os conceitos de assiduidade, frequência, respeito, cooperatividade com os outros assistidos e funcionários, garra e persistência com a arte marcial. “Foi difícil até selecionar porque os boletins deles são ótimos”, afirma o professor.   Para simbolizar o ótimo desempenho de todos selecionados, a Fundação premiou sete assistidos. Foram três troféus: Amanda Jorge Mendonça, Dominy William Pajeu Chaves e Kassandra Seleprin Murinelli; e quatro medalhas: Bruno César Campos, Vitor Florentino de Paula Barbosa, Thalya Seleprin Murinelli, Gustavo Florentino de Paula Barbos.  E para finalizar, houve uma confraternização simbólica utilizada pela filosofia marcial, representada por meio da mesa de frutas. RELAÇÃO DE GRADUADOS ASSISTIDOS GRADUAÇÃO (FAIXA) AMANDA CAGLIARI BILLER BRANCA PONT VERDE AMANDA JORGE MENDONÇA BRANCA PONT VERDE ANA CECILIA DIAS GONÇALVES AMARELA ANA LETICIA FLAUZINO BRANCA PONT VERDE ANA LUIZA DA SILVA BRANCA PONT VERDE ANA LUIZA PIERAÇO OLIVEIRA CIRILO BRANCA PONT VERDE ANDRE JUNIOR BANDEIRA BRANCA PONT VERDE ARTHUR SOUSA SILVA BRANCA BEATRIZ LACERDA GONDEK AMARELA BERNADO HENRIQUE DOS SANTOS ELMOGEO BRANCA PONT VERDE BRUNO CESAR CAMPOS AZUL CAROLINE DOMICIANO FARIA AMARELA PONT LARANJA CECILIA IZABELI MEDEIROS DE SOUSA BRANCA PONT VERDE CRISLEY RAI DA SILVA MORETTE BRANCA DOMINY WILLIAM PAJEU CHAVES BRANCA PONT VERDE EDUARDO FERNADES VIANA AMARELA PONT LARANJA EDUARDO POLYDORO OLIVEIRA AMARELA ENZO LUCA MACHADO BRANCA PONT VERDE FELIPE FLAUZINO PEREIRA AMARELA PONT LARANJA FELIPE GABRIEL MARTINS DA SILVA BRANCA GABRIEL AUGUSTO BESSA DA SILVA BRANCA PONT VERDE GUSTAVO FLORENTINO DE PAULA BARBOSA MARRON HELOA PINHEIRO SGARIBALDI BRANCA PONT VERDE HUGO GABRIEL DA SILVA SEVERINO BRANCA IGOR AZEVEDO AZUL ISADORA FERRAIS DA SILVA CAMPOS BRANCA ISADORA PEREIRA OLIVEIRA BRANCA JOÃO GABRIEL PIERAÇO OLIVEIRA AMARELA PONT LARANJA JOÃO PAULO ELIAS DA SILVA LARANJA KASSANDRA SELEPRIN MURINELLI AMARELA PONT LARANJA KAUAN CORDEIRO DE SOUSA BRANCA LETICIA FURLAN ESTEVES BRANCA PONT VERDE LIVIA DE AZEVEDO CABREIRA BRANCA LORENZO BRUNO RIBEIRO DA SILVA BRANCA PONT VERDE LUIZ FELIPE MIGUEL BRANCA MARCOS AURELIO CUSTODIO SPLENDOR BRANCA PONT VERDE MARCOS PAULO DA SILVA BRANCA PONT VERDE MARIA LUIZA OLIVEIRA CHAVES BRANCA MARIA VITORIA LOPES NUNES BRANCA PONT VERDE MARYANY LISBOA NOGUEIRA BRANCA MATHEUS ITO RODRIGUES BRANCA PONT VERDE MOISES ALVES DA SILVA BRANCA PONT VERDE NICOLAS HENRIQUE GOMES CARMONA BRANCA PAMELLA ZANCHIETA LARANJA PAULO SOUSA PIERASSO BRANCA PONT VERDE PEDRO DANIEL DA SILVA PAJEU AMARELA PEDRO HENRIQUE CAETANO RODRIGUES BRANCA PIETRO LUCA MACHADO BRANCA PRISCILA ZANCHIETA LARANJA SAMUEL HENRIQUE PIMENTEL DO CARMO BRANCA PONT VERDE THALYA SEPEPRIN MURINELLI AMARELA PONT LARANJA VILMONDES NATAL ALVES BORGES BRANCA PONT VERDE VITOR FLORENTINO DE PAULA BARBOSA BRANCA PONT VERDE VITOR HUGO GOMES TORRES DA SILVA VERMELHA VITOR HUGO MARTINS ALVES MACHANDO BRANCA PONT VERDE YAGO DOUN RODRIGUES DO PRADO BRANCA YAN AZEVEDO AZUL YARA DOUN RODRIGUES DO PRADO BRANCA PONT VERDE YURI AMBROSIO MARTINS AMARELA PONT LARANJA saiba+
· · · TI-FSJ
Copyright ©2011 Fundação Sinhá Junqueira. Todos os direitos reservados.